Quando você está pegando pesado na academia, a última coisa que você quer fazer é ficar 1 dia sem treinar. Por mais tentador que seja treinar todo santo dia, o descanso não é apenas opcional, é uma parte essencial do seu treinamento e, se você negligenciá-lo, pagará o pedágio mais cedo ou mais tarde. Então, por que, especialmente quando se trata de alcançar seus objetivos, os dias de descanso são importantes? Aqui está o porquê…

DAYS OFF SÃO IMPORTANTES, PORQUE ELES IMPEDEM FERIMENTOS E FADIGA

Toda vez que você for a academia para um treino intenso – seja uma sessão de HIIT na esteira ou uma rotina de levantamento de peso na área de pesos – você estará criando lágrimas microscópicas em seus músculos. Isso essencialmente permite que o corpo se adapte e se torne mais forte e resiliente ao estímulo de treinamento. Como regra geral, pequenas lágrimas microscópicas não são um problema. Na verdade, é todo o sentido de treinar. Mas quando você excede seu treinamento ou reduz seu descanso tão necessário, essas “micro-lesões” intencionais podem facilmente se tornar lesões reais que o pode te impedir de treinar indefinidamente, ou pior.

Para evitar essa situação e tirar o máximo proveito do tempo que você coloca na academia, certifique-se de descansar o suficiente para permitir que seu corpo alcance e fortaleça. É uma forma comprovada de reduzir o risco de lesões.

OS DIAS DE DESCANSO SÃO IMPORTANTES, PORQUE O MÚSCULO É CONSTRUÍDO ENQUANTO DESCANSO, NÃO ENQUANTO EM TREINAMENTO

Todo mundo sabe que o músculo não é construído na academia, mas na cozinha e no quarto. Você também pode ter ouvido algo – como “levantar pesos é apenas 20% do seu treino”.

Há uma razão pela qual essas declarações estão flutuando no mundo da fitness. O treinamento com pesos é apenas o começo do processo de fortalecimento muscular. Embora possa parecer contraproducente não treinar seus músculos para que eles cresçam, o repouso é o estágio no ciclo em que você quebra o tecido muscular para que ele possa se adaptar e crescer mais forte.

QUANDO VOCÊ DEVE TOMAR UMA QUEBRA DE TREINAR?

Quanto você precisa de descanso depende muito do indivíduo, mas você pode ver como você se sente e decidir.

Uma regra geral geralmente aceita é que você deve fazer um dia de descanso após cada dia de treinamento intenso, com bastante sono, para evitar o overtraining acidentalmente.

O chamado overtraining

Os sintomas citados por Gerson Leite podem ter um nome sucinto: overtraining, que avisa quando vai fazer uma “visitinha” ao corpo. “Quando a falta de descanso é por um período curto (entre 3 e 15 dias) podemos entrar no estado pré-overtraining, conhecido como overreaching. Se a falta de descanso for parte da rotina, o atleta entrará em overtraining (treinamento em excesso, sem recuperação, por um longo período), o que é pior, pois pode-se levar meses para restabelecer a normalidade fisiológica do indivíduo”, explica o fisiologista.

Há inúmeros relatos de atletas de alta performance ou mesmo amadores que entraram em estado de overtraining e ficaram por meses afastados de sua atividade física/esporte. “Em alguns casos chega-se ao estado de Burnout, denominação psicológica, mas que afeta tanto o atleta que ele pode chegar a abandonar a prática de exercícios”, diz.

 

Day off pode ser com o Rest Ative

Caio ainda explica que existem formas de se treinar usando o day off: “eu por exemplo, faço dois dias na semana. Treino segunda, terça e quarta, descanso quinta, treino sexta e sábado e descanso o domingo. Mas tem gente que faz três dias de treino e descansa um. Existem algumas formas de se trabalhar com o day off”. Para aqueles que não conseguem ficar parado 100%, o coach explica que existem outras formas de se dar um day off, sem ficar totalmente parado nos dois dias. “Existe ainda o rest ative. Nele a pessoa vai fazer coisas como alongar bastante, relaxar o corpo, nadar sem grande impacto. Faço isso em um dos dias do day off, mas é essencial que se tire de um a dois dias por semana de day off”.

Write A Comment